sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Obesidade

Escolhi falar sobre este tema porque eu ando bem encanada, nunca fui magra, já fui menos fofinha, mas de uns anos pra cá eu só que engordo, entrei na academia em 2007, tudo ia muito bem, até sabermos da doença da mamãe, como diz a cantora Maysa, Meu mundo caiu... Então parei por alguns meses e descobri que tinha perdido e não eliminado 5 preciosos quilos, triste a realidade, eles voltaram tempo depois.. No final de 2007 retomei minhas atividades da hidro, isso foi até janeiro de 2008, quando a saúde da mamãe iniciou a sua piora e eu passei a trabalhar 4 tardes na semana. Eu já não tinha pique pra academia, eram tantas outras coisas.... O ano terminou e eu não voltei mais desde fevereiro de 2008, fiz plano de voltar em dezembro e janeiro, mas não os cumpri. Neste novo ano irei trabalhar 2 tardes fixas, não gostaria de assumir outras responsabilidades, mas ainda não sei me falta pensar na parte monetária desta família, eu gostaria de traçar um plano, mas traçar e cumprir, mas o que mais me encomoda em toda esta história é a falta de vontade da minha parte, é verdade, eu sou preguiçosa em alguns casos, ou pode até ser que a situação me faça preguiçosa, acordar todo dia as 5:50 e dormir 24:00 não é tão fácil, e a correria do dia a dia, aulas e mais aulas, depois ainda tem a faculdade, já deu pra ver que não é tão fácil...
Só que eu não quero mais ser obesa, estou infeliz com isso, tenho vários problemas a resolver este ano e estou infeliz com a obesidade, um deles é que tenho um tempo curto para engravidar, se realmente quero ser mãe por meios próprios, tudo devido ao tratamento que irei iniciar do fígado, se engravido, inicio o tramento em 2010, senão quero engravidar, inicio agora o tratamento.... dilemas... necessitam soluções.
E a dita cuja da obesidade? Ela tá aqui, sabem quantos meses não passo em uma balança?? Nada, nada uns 3 meses, MEDO, PAVOR....
Eu preciso desabafar, estou deprimida, preciso de ajuda e não é médica, é algo humano, que possa vencer comigo, não posso contar com o marido pra isso, sempre fora, é magro, joga sua bolinha, preciso contar comigo mesmo??? Sozinha eu não posso.... já joguei a toalha várias vezes, estou sem forças, preciso de ajuda....
Estou triste, quero mudar, quero ser livre desse problema, quero poder reeducar, quero não sentar a mesa e comer, comer, quero que as pessoas me olhem e vejam alguém feliz, não apenas na faixada, mas no interior.
Pode ser que amanhã eu acorde diferente, com outra opinião, mas hoje... a obesidade tá tomando conta deste ♥
Deus pode fazer a parte Dele, se eu fizer a minha parte também...

4 comentários:

Bruna Betoli disse...

Tati querida,
o que posso te dizer, eu também que estou nessa luta, é que todo o problema está na cabeça.
Se vc não consegue sozinha, a ajuda de um profissional sempre é recomendada.
Se seu problema não é médico, faça terapia - quanto mais resolver seus problemas interiores, mais rápido vc se aceita e começa a deixar pra trás tudo o que te impede de emagrecer.
Eu acho que, no mínimo, vale tentar.
Boa sorte ;)
bjs
Bruna

Marta disse...

Tati, não é nada fácil pra nós mulheres viver bem nesse mundo onde a beleza está em pessoas magérrimas afff...até aquelas que são magras querem emagrecer!!! O mais importante é ser saudável, comer com tranquilidade e qualidade (você conhece nossos princípios)e fazer algum exercício...não precisa ser academia, ande, pedale, nade, faça algo de que goste realmente. Aproveite que o ano está começando...e se precisar de ajuda médica, vá sim qual o problema? Beijinhos e Feliz Sábado e fim de semana!!!

Herika disse...

Acompanho seu blog há algum tempo, já. Acho que nunca deixei nenhum comentário (pelo menos que eu me lembre).
Acho que o que acontece com você está além do seu peso. Algo a incomoda e por não saber direito o que é você desconta sua frustração no fato de estar acima do peso.
Apesar de achar que seu problema está em seu coração, acho que uma boa dieta não faz mal se não for nenhuma coisa esdrúxula. Já ouviu falar na dieta das 3 horas? Tem que comer algo no intervalo de 3 horas, que é o tempo que organismo precisa de alguma coisa pra manter a energia, não 2, nem 4. Existe um livro sobre isso.
Associado à dieta do despertador que vi recentemente, acho que dá pra perder algum peso de maneira saudável.
Programe o despertador do celular pra tocar a cada 3 horas e faça uma pequena refeição, que pode ser uma fruta, palitos de verduras, um sanduíche natural com pão integral, um pedaço de queijo fresco, ah tantas coisas. E não coma nada entre cada "despertada".
Caminhe mais, desça um ou 2 pontos antes e ande até o destino (caso ande de ônibus), prefira escadas a elevadores ou escadas rolantes, tem um exercício praticado nas fábricas aqui no Japão, leva apenas 5 minutos, dá pra alongar o corpo e começar o dia com mais disposição, se quiser achei um vídeo no youtube, claro que fala em japonês, mas não precisa entender, basta imitar as meninas.
E pra finalizar, conselho de mãe: tenha filhos. Eles conseguem afastar qualquer depressão. Eu amo ser mãe, você vai se realizar, tenho certeza.
Boa sorte e cuide-se!
Beijos!!!

Afff... escrevi um livro, dá até pra virar post o_O

be disse...

華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,
酒店經紀,
酒店工作,
酒店上班,
酒店打工,
禮服酒店,
禮服公關,
酒店領檯,
華麗夢想,
夢世界,